27/07/08

Apetece-me...


Huummmm...é assim que me apetece estar...
Dar dois gritos bem fortes e...
deitar-me, não querer saber de mais nada...
Meu grito
(Ivone Boechat)

Eu posso,
sei que posso,
por isso eu vou,
amordaçada,
sacrificada,
até calada,
sem medo.

Vou sem segredo,
na certeza de ser melhor,
não reclamo,
não tenho nada pra desculpar,
corro na certa,
de peito aberto,
retorno sempre que precisar.

Sou como as nuvens,
eu formo imagens
que se apagam
nas ilusões,
grito socorro,
dou mãos ao mundo
e me agasalho
nos teus verões.

A todos desejo um óptimo domingo e uma semana de realizações, poesia, carinho, amor e muitas alegrias!!!

21 comentários:

Pedro Branco disse...

Como te compreendo...

aflores disse...

Grita, grita à vontade...manda cá para fora tudo o que te vai na alma;)

Gritaaaaaaaaaaaaar faz bem!!!!

Tudo de bom, excelente domingo e uma óptima semana.

peciscas disse...

Foi muito bom ter-te recebido, novamente, "lá em casa".
compreendo que os tempos que tens vivido não terão sido propriamente leves.
Mas de uma coisa, eu tenho a certeza (até um pouco por experiência própria):
Tu podes, sei que podes e por isso vais vencer!

Gata Verde disse...

Grita!!! Por vezes faz bem...

Põe-te boa depressa.
beijocas

O Guardião disse...

Descansar faz bem, gritar, muitas vezes alivia a alma e viver a vida também é preciso, porque estamos vivos!
Boa semana
Cumps

poetaeusou . . . disse...

*
apetece-me
reler-te,
,
conchinhas
,
*

Sei que existes disse...

Por vezes também me sinto assim...
Faz aquilo que necessitas de fazer pra te sentires bem.
Beijocas grandes

Angel of Light disse...

Olá Tulipa!

Após quase um mês sem computador, voltei... mas estou de partida para férias.

De qualquer forma não quis ir embora sem te deixar luzinhas coloridas de carinho no teu coração.

Fica bem.

Beijinhos de Amor, Paz e Luz!

Alexandre disse...

Ah, o tempo das tulipas está aí para tornar os nossos dias mais floridos e mais risonhos!!!

Muitos beijinhos, Tulipa!!! Tudo de bom!

lena disse...

também queria estar um pouquinho assim...


embora goste de passear de manhã cedo ou pela tardinha no meu mar, para o ouvir cantar e gritar se for preciso…


tudo isso que nos desejas quero em dobro para ti, mereces muito, querida flor

a ternura do meu abraço e que a semana continue calma e serena, cheia de doçuras e coisas boas

beijinhos muitos e um pouco do meu mar para ti

a ternura de um abraço meu fica contigo

lena

Ailime disse...

Todas nós já passámos por momentos assim!
Porquê? Porque somos seres que nos damos por inteiro!
Mas deixe-me dizer-lhe, este seu "post" está um encanto: a foto, o poema e Martinho da Vila, nem sei que lhe diga!
É Verão, o sol brilha e há praias tão lindas por aí!
Vamos lá...como dizem os nossos irmãos brasileiros!
Beijinhos de esperança!

Baby disse...

E porque não? Gritar entre as nossas quatro paredes ou num espaço espaço aberto, onde os 4 ventos levem o nosso grito e com ele a nossa ansiedade para bem longe de nós!
Lindo poema o que escolheste para expressar o teu estado de alma.-

Obrigada pelo teu comentário no Barlavento. Sabes que daquela "janela" tudo se pode esperar...
como vais de férias?

Rafeiro Perfumado disse...

Não sei se o bicho da imagem gritou ou não, mas não me parece estar com grande saúde...

Beijo!

ShiningMoon disse...

Olá!
Então, de viagem para a Isla Canela???
Também já lá estive e repeti a dose.
Gostei muito.
Não te reprimas nunca!!! Só te prejudicas assim.
Bjitos.

RESSACA disse...

Aqui nasceu o Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...

Zé Povinho disse...

Depois de algum descanso e de um bom desabafo, nada como aproveitar para espairecer, dar uma volta, ver um cineminha, ou comer um gelado. O tempo ajuda!
Bom fim de semana
Abraço do Zé

Alma Nova ® disse...

Aqui nasceu o Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...

jasmimdomeuquintal disse...

Vim dizer-te que virtaulamente irei isla canela...
obrigada pelo convite.
bjocas

Miguel disse...

Gritar por vezes ajuda a libertar a raiva ...!

Bjks da M&M & Cª!

Mariz disse...

Depois de ter analisado o seu blog...vejo que não existe muito equilíbrio po aí...não!
Talvez deixando de oferecer a sua companhia a quem não conhece fosse o 1º, dos muitos passos a dar nesta sua caminhada que ainda lhe resta! Não?
Nunca é tarde para recomeçar uma vida nova onde as pessoas se sintam em paz consigo mesmas - o que não é de todo o seu caso. MAs se acaso fosse, escusado seria expôr-se de forma por vezes tão sórdida e triste de ser lida! Há pessoas que deixam passar este tipo de comentários, mas eu confesso que não só, não os posts colocados, como me desagrada, pelo que sinto da escrita dos demais, ler o que os outros lhe atribuem!
Como é que pode uma pessoa da sua idade não saber dos seus limites e sobretudo não conhecer o que é ter liberdade?! - liberdade no sentido anímico! Será necessário andar por aí a berrar aos 7 ventos, na tentativa de ter alguém consigo - que não a sua sobrinhinha?|!
Por favor! Faça do amor algo nobre, algo capaz de ser mostrado, mas porque SE AMA A SI MESMA! E NAO NESSA EXPOSIÇÃO COMO SE DUMA VITRINE SE TRATASSE!
Faz-me pena...mete-me dó, ver pessoas assim!
ERGA-SE! DEIXE DE ANDAR DE JOELHOS!
SEJA UMA SENHORA! RESPEITE-SE!

Pense nisso!
MAs pense bem!
Se é que a sua mente lhe deixa algum espaço livre para pensar em algo mais interessante que não...aquilo que a gente sabe!

Paula Raposo disse...

Tão belo poema!! Beijos.