08/05/10

Poema de Vieira Calado


Percorro esta paisagem com os olhos
e vejo grandes árvores perfiladas contra o vento,
mas o vento é a luz que esvanece nos meus olhos
as árvores que não vejo como vejo ou imagino.
Nos meus olhos há florestas
ervas que se erguem para ser árvores
no seio interior da paisagem,
esta paisagem que eu percorro com os olhos.
E é esse o caminho liberto a esvoaçar em bandos de aves
que vêm de longe, donde o vento sopra
o ânimo dum milagre feito mágica
de azuis e verdes no cinzento da minha terra.
Em 5 de Janeiro de 2010, o meu amigo Vieira Calado, colocava este poema no seu blog...há muito que eu tinha pensado associar uma foto minhas às suas belas poesias. Foi esta a foto escolhida, espero que o meu amigo goste da minha escolha - foto feita na Ilha da Madeira - Funchal, no "Pico dos Barcelos", em Maio de 2009. Parabéns meu amigo pelos seus maravilhosos e intensos poemas.

11 comentários:

Lídia Borges disse...

"Nos meus olhos há floresta"

Belíssimo! De facto uma poética especial, esta de Vieira Calado.


L.B.

Rosa Carioca disse...

Linda foto e belo poema.

Å®t Øf £övë disse...

Tulipa,
Vejo com bastante regularidade os blogues do Vieira Calado, porque realmente ele tem poemas que nos deixam fascinados.
Gostei da sintonia que conseguiste entre as suas palavras, e a tua fotografia.
Bjs.

direitinho disse...

Bonita foto e poema admirável.
Há florestas nos meus olhos....

Baby disse...

Nos teus olhos há florestas, sorrisos e bons sentimentos

Bom fim de semana

Pena disse...

Amiga e Talentoso Poeta Consagrado:
"...Nos meus olhos há florestas
ervas que se erguem para ser árvores
no seio interior da paisagem,
esta paisagem que eu percorro com os olhos.
E é esse o caminho liberto a esvoaçar em bandos de aves
que vêm de longe, donde o vento sopra
o ânimo dum milagre feito mágica..."

Simplesmente, extraordinário com uma sensibilidade notável, perfeita e extraordinária.
Adorei.
Foi uma "explosão" poética de deixar pasmado qualquer leitor.
Parabéns, poeta fabuloso.
Beijinhos a si amiga pela bela ideia e Abraço ao fantástico poeta.
Sempre a admirar os dois.

pena

Rosa dos Ventos disse...

Um belo poema para uma bela imagem!
Já lá estive neste pico...

Abraço

O Guardião disse...

Uma boa ilustração para um belo poema de Vieira Calado, um poeta que nos dá bons poemas através do seu espaço.
Cumps

Sofá Amarelo disse...

Não podia haver maior cumplicidade entre o poema e a foto! Parabéns aos dois!!!

Vieira Calado disse...

Minha boa amiga!

Obrigado pela sua postagem desse meu poema.

Bem haja!

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Tulipa, bela fotografia...belo poema...Espectacular....
Beijos