21/04/11

DOMINGO DE RAMOS - SEIXAL

Relógio de Sol é um instrumento que determina as divisões do dia através do movimento da sombra de um objecto, o gnómon, sobre o qual incidem os raios solares e que se projecta sobre uma base graduada, o mostrador ou quadrante.
De simples obeliscos até instrumentos tecnicamente sofisticados, os relógios de Sol acompanharam o homem ao longo dos tempos e evoluíram acompanhando o progresso do conhecimento. Tanto os exemplares de pequeno formato, com funções de "relógio de bolso", como os inseridos na estrutura dos edifícios ou presentes em praças e jardins são, na sua maioria, obras de arte carregadas de história, cuja concepção resulta essencialmente da conjugação de dois ramos fundamentais do saber: a astronomia e a matemática.
RELÓGIO DE SOL NA ESQUINA DA IGREJA DO SEIXAL





Igreja de Nossa Senhora da Conceição, SEIXAL
À antiga ermida do século XVI sucedeu a actual igreja de Nossa Senhora da Conceição, que foi concluída em 1728, no entanto, com o terramoto de 1755 ficou bastante danificada, tendo sido restaurada em 1858 e em 1904.
A fachada principal e respectiva torre sineira estão revestidas a azulejos azuis e brancos do século XIX.
No interior podemos observar um magnífico tecto com pinturas sobre madeira de Pereira Cão, figurando no medalhão central a Padroeira, Nossa Senhora da Conceição, e outros dois mais pequenos com os bustos de S. Pedro e S. Paulo.
As paredes da capela-mor estão revestidas a estuque marmoreado e talha dourada, do século XVIII, encontrando-se ainda quatro painéis sobre tela representando a Anunciação , a Visitação , S. João Evangelista e a Aparição do Anjo a S. Pedro.
Esta igreja é Imóvel Classificado de Interesse Concelhio.



DOMINGO DE RAMOS - NO SEIXAL
Domigo de Ramos: As celebrações da Semana Santa têm início no Domingo de Ramos.
É a festa litúrgica que celebra a entrada de Jesus Cristo na cidade de Jerusalém. Segundo os Evangelhos, Jesus foi para Jerusalém para celebrar a Páscoa Judaica (festa que celebra e recorda a libertação do povo de Israel do Egito) com os discípulos. Entrou na cidade como um Rei, mas sentado num jumentinho – o símbolo da humildade – e foi aclamado pela população como o Messias, o Rei de Israel.

Os ramos simbolizam a vida do Senhor, exprimem a alegria pela vitória de Cristo.
A Igreja recorda que o mesmo Cristo que foi aclamado como Rei pela multidão no Domingo, é cruficidado sob o pedido da mesma multidão na Sexta-Feira Santa.



A TODOS DESEJO UMA SANTA E FELIZ PÁSCOA.

3 comentários:

mfc disse...

... e nem se atrasam, nem adiantam!
São absolutamente confiáveis!

O Guardião disse...

Boa Páscoa, Tulipa.
Cumps

Sofá Amarelo disse...

Locais que conheço bem, assim como o relógio que marca a hora... como o destino! Excelentes recordações de um local que ainda tem muito para descobrir... esperemos que se repita em breve a visistaaaa....

Muitos beijinhos e um bom resto de dia de Páscoa >:o)))