04/09/11

FESTAS DA MOITA entre 9 e 18 SETEMBRO 2011



Num evento destinado à apresentação das FESTAS DA MOITA 2011, em Honra de Nossa Senhora do Rosário, que irão realizar-se entre 9 e 18 de Setembro, a Charanga Huga-Huga da Banda do Rosário deu o pontapé de saída trazendo para as ruas da vila o calor popular.

“As Festas têm uma dimensão que ultrapassa a freguesia da Moita, que ultrapassa o município da Moita, e, têm uma afirmação ao nível regional e nacional” – sublinhou João Lobo, presidente da Câmara Municipal da Moita.
Foi num clima festivo que algumas centenas de pessoas se associaram à iniciativa de apresentação das Festas da Moita 2011, num evento que começou com a entrada da Charanga da Banda do Rosário.
João Lobo, Presidente da Câmara Municipal da Moita, após saudar diversas entidades que colaboram na realização das Festas da Moita, recordou que aqueles que fazem -«é o povo da Moita», salientado que estas festas, que se realizam há mais de 300 anos, em Honra de Nª Srª da Boa Viagem – “são as festas do município”.

Uma dimensão que ultrapassa o município da Moita

“As Festas têm uma dimensão que ultrapassa a freguesia da Moita, que ultrapassa o município da Moita, e, têm uma afirmação ao nível regional e nacional” – sublinhou o autarca.
“No tempo que vivemos de crise económica, exige um esforço maior da Câmara Municipal” – referiu, salientando que este ano a realização das Festas, no plano administrativo – “passa tudo pela Câmara Municipal da Moita”.

A melhor festa taurina do país

O Presidente da Câmara Municipal da Moita, salientou que as Festas da Moita assentam na celebração em Honra de Nª Srª da Boa Viagem e nas relações com as tradições de relação com o rio, a vertente industrial e comercial que se traduz na realização da FECI, e, também, na tradição taurina – “a melhor festa taurina do país”.

Tony Carreira espectáculo de referência

João Lobo, salientou o programa de animação cultural, e, referiu a realização do espectáculo com Tony Carreira, realizado com o patrocínio do Continente/ Modelo.
O autarca sublinhou o papel desempenhado pela Comissão de Festas.




Irão realizar-se 9 largadas de toiros
João Romba, da Comissão de Festas da Moita, sublinhou o empenhamento da Comissão, no respeito pela cultura, pela tradição, quer no plano das actividades em Honra de Nª Srª da Boa Viagem, quer nas actividades taurinas, divulgando que irão realizar-se 9 largadas de toiros, com inovações.
O representante da Comissão de Festas sublinhou o empenhamento dos trabalhadores da Câmara Municipal da Moita, empresas, bombeiros.

O regresso dos escuteiros

O Padre Silvio, referiu que as festas da Moita começam no dia 8 de Setembro, com a celebração em honra de Nª Srª da Boa Viagem e com “o regresso dos escuteiros, um sinal que algo está para acontecer”, recebendo um caloroso aplauso dos presentes.
Referiu que neste dia será efectuada a apresentação de um livro dedicado à Igreja da Moita.

Cerca de 600 pessoas na organização da Procissão

O Padre Silvio Couto salientou que a Procissão em Honra de Nª Srª da Boa Viagem, neste momento, já envolve cerca de 600 pessoas na sua organização.
Recordou que neste evento religioso participam associações, um exemplo que – “a Moita está em festa, e, o coração da festa é a Igreja”.
A finalizar, Padre Silvio, contou uma história, cuja conclusão, disse – “se não conseguimos reconstruir o mundo, tentemos reconstruir o homem, e, a festa da Moita, pode ser isto, se conseguirmos reconstruir o homem, certamente, o mundo será melhor”.

Um factor de carácter económico

Miguel Canudo, Vereador responsável pela Festas, recordou que em cada ano aumenta o número de pessoas e entidades que se envolvem na realização das Festas da Moita.
O autarca recordou os tempos de crise que afectam a vida económica do concelho e do país, as festas apesar das dificuldades, salientou “não podiam deixar de realizar-se, porque seria um factor de perdas para a economia local”.
Recordou que a organização das festas procurou quer através de apoios, quer de receitas, ter como linha orientadora que as festas – “se paguem a elas próprias, para não onerarem o orçamento municipal”.

Orçamento global das festas ronda os 250 mil euros

“As Festas para além do seu aspecto cultural, são também um factor de carácter económico, e contribuem para o crescimento e desenvolvimento” - sublinhou
No final, num diálogo com os jornalistas, Miguel Canudo salientou que são esperadas na Moita, no período das festas, mais de meio milhão de pessoas, e, salientou que o Orçamento global das festas ronda os 250 mil euros, sem contabilizar os custos indirectos da intervenção dos serviços da autarquia.




IMAGENS captadas por mim no ano passado, nas festas da Moita

5 comentários:

O Guardião disse...

Bonitas e bem conseguidas fotos.
Cumps

mfc disse...

Boas imagens de umas festas que são já um cartaz nacional!

gaivota disse...

estas festas de verão são sempre bonitas! há mais gente, é tempo de verão, de férias, e com bom tempo sempre se torna mais agradável
na nazaré também estão a decorrer as festas anuais em honra de nossa senhora da nazaré!
beijinhos

Pena disse...

Estimada e Linda Amiga:
Registei:
"...“As Festas têm uma dimensão que ultrapassa a freguesia da Moita, que ultrapassa o município da Moita, e, têm uma afirmação ao nível regional e nacional” – sublinhou João Lobo, presidente da Câmara Municipal da Moita.
Foi num clima festivo que algumas centenas de pessoas se associaram à iniciativa de apresentação das Festas da Moita 2011, num evento que começou com a entrada da Charanga da Banda do Rosário..."

Descreve com talento e beleza a comemoração de Festas Populares importantes do Calendário Comemorativo das mesmas no nosso querido Portugal.
Excelente.
Abraço amigo de respeito e grandiosa estima.
Sempre a admirá-la sempre.

pena

MUITO OBRIGADO pela sua visita que me maravilhou.
Bem-Haja, preciosa amiga.
Adorei.

Sofá Amarelo disse...

Gosto destas Festas mas este ano nem sequer fui às do Seixal, onde eu nunca faltava porque desde há muitos anos que faço a letra das Marchas. este ano alguém se esqueceu de me convidar para 'letrar' e eu não fui... mas não foi por isso, claro, foi mesmo porque tive trabalho nesses dias e os artistas não eram por aí além, excepto o Rao Kyao (esse fotografei) .