06/11/11

MOINHOS DA PENA

O MEU PASSEIO POR TORRES NOVAS CONTINUOU.

DIANTE DO CASTELO ENCONTREI UMA ESTÁTUA DE JOÃO CUTILEIRO - Erigida à entrada do castelo, duante as comemorações dos 900 anos do Foral, concedido a Torres Novas por D. Sancho I.
Quem passa junto à actual porta principal do castelo de Torres Novas, depara-se com um busto lavrado em pedra, em representação de um rei.
Foi a forma como a cidade torrejana decidiu homenagear o soberano que lhe terá concedido um verdadeiro corpo jurídico, ou seja, o Foral. Referimo-nos naturalmente a D. Sancho I, o segundo rei da monarquia portuguesa.




Jardim das Rosas é um jardim em Torres Novas, projectado pelo arquitecto Luís António Santos Pereira e foi inaugurado em 22 de Novembro de 2003.
Situa-se junto ao Complexo de Piscinas Municipais Fernando Cunha e à Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes, é atravessado pelo rio Almonda, e tem esse nome devido a albergar um número bastante significativo de rosas.
O JARDIM DAS ROSAS é atravessado por várias pontes, esta é uma delas.
RIO ALMONDA - Curso de água, afluente da margem direita do rio Tejo, que tem origem numa gruta da encosta sudoeste da serra de Aire, onde existem três pequenos lagos que formam uma albufeira. O principal centro populacional das suas margens é a cidade de Torres Novas e o seu percurso é de cerca de 30 quilómetros.




Moinho de vento, para habitação totalmente restaurado para Turismo Rural.
Onde pode desfrutar duma bela paisagem, oferecendo um ambiente ideal para uma boa estadia. Este moinho faz parte de um conjunto de 12 Moinhos da Pena.
Características do Moinho da Pena:
O Moinho da Pena tem dois pisos e é composto por:
- Um quarto ( com cama de casal) e casa de banho.
- Cozinha equipada com frigorifico, microondas, fogão e televisão
Os MOINHOS DA PENA são constituídos por 12 Moinhos de Vento, outrora usados na moagem de cereais, que já não se encontram em funcionamento.
No entanto alguns desses Moinhos foram recuperados e actualmente são usados para fins turísticos.
Se pretende passar um fim-de-semana em contacto com a natureza num dos Moinhos da Pena, desfrute da paisagem e do sossego que esta região lhe confere.
A 20 Km de Fátima, 20 Km de Tomar, 10 Km de Torres Novas e 7 Km de Ourém, os Moinhos da Pena constituem um local privilegiado para poder partir a conhecer toda a zona centro do país com os seus múltiplos pontos de interesse.





LÁ VAI O BARQUEIRO transportando mais um grupo de pessoas a caminho do CASTELO.
Pergunta: que Castelo é este?




14 comentários:

tulipa disse...

Após a passagem na portagem da Auto-estrada em Torres Novas, irá percorrer 8 km até à saída para a cidade.
Ao chegar à rotunda deve contornar e seguir em direcção a GOLEGÃ.
Vai encontrar a cerca de 400 metros a rotunda do Torreshopping, que deve contornar e seguir em direcção a OURÉM.
Ao fim de 5 km chega a Terras Pretas onde deve tomar atenção às placas!
Continua em direcção a OURÉM passando por Outeiro Grande e Casais de Igreja vai encontrar à esquerda a placa que indica MOINHOS DA PENA
( desvio em terra batida ).

SINCERAMENTE
O PERCURSO NÃO É NADA CONVIDATIVO
estive quase a desistir...
não está bem sinalizado
tive que parar várias vezes e perguntar a quem encontrava na estrada...
depois aparece o tal caminho de terra batida...
está num local muito deserto!!!

tulipa disse...

As aldeias por onde passa
são só uma referência,
deve seguir sempre na estrada nacional 349, em direcção a Ourém e nunca entrar nas aldeias.
Torres Novas - Moinhos da Pena
(10Km)

Estrada dos Moinhos
Moinho 6
Casal da Pena
Chancelaria
2350-073 CHANCELARIA TNV

Catarina disse...

O país tem tanto para se ver. Gostei particularmente da ponte e dos chorões que ficam sempre muito bem debruçados sobre um rio, uma lagoa... Abraço

Maria Valadas disse...

Uma belissíma viagem que gostaria de fazer.
Talvez na Primavera a faça!

Entretanto... vou viajando através do teu olhar.

Obrigada minha querida Tulipa.

Bom Domingo.

Beijos.

Maria

Pelos caminhos da vida. disse...

Delicioso passeio.

Hoje é o Dia Nacional Do Sorriso.

Sorria...

Sorrir abre caminhos,
desarma os mal-humorados, contamina.
Mas sorria com a alma,
não apenas com os lábios.

Bom domingo!

beijooo.

Nilson Barcelli disse...

Um belo passeio.
As fotos são magníficas.
Querida amiga, tem um bom Domingo e uma boa semana.
Beijos.

mfc disse...

Está desfeito o enigma... e lindamente desfeito!

Beijinhos.

mfc disse...

Ahhh... é o Castelo de Almourol!!

xistosa - (josé torres) disse...

Bela descrição de coisas pequenas que engrandecem este país "desconhecido".
Já não vou a Torres Novas há mais de 25 anos.
As auto-estradas e o relaxamento esconderam-me alguns recantos.
Nasci no porto, vivi em Castelo Branco mais de dez anos, uns meses em Abrantes, para além de outros locais e nunca fui ao Castelo de Almourol. Nem mesmo naqueles dias de "quentura" que davam para estrelar um ovo na chapa do carro... fiquei sempre dentro de água.

Bem, cumprimentos e uma boa semana.

O Guardião disse...

Sempre com roteiros bem sugestivos. Almourol, claro.
Cumps

Pena disse...

Estimada Amiga:
Belas fotos de fascínio seu.
Elabora no seu ser coisas admiráveis e notáveis.
Parabéns. Adorei, majestosa amiga.
Honra-me a sua pura amizade.
Faz coisas impensáveis ao vulgar ser humano como eu me sinto e sou.
Beijinhos amigos de respeito e pureza.
Sempre a admirar os seus Posts fabulosos e perfeitos.
Maravilhado por tanto encanto e delícia suas.

pena

É extraordinária.
Bem-Haja,amiga de talento.
Adorei.

Manuel Luis disse...

Conheço ao longe e gosto daquela largura do rio com a ilha e o castelo.

Dalma disse...

Tulipa, li um seu comentário no blog da Rosa dos Ventos, mas achei melhor vir aqui comentá-lo. Não é a única a sofrer desse desconforto designado tecnicamente por SAD (Sasonal Affective Disorders). A mim acontece-me todos os Outonos e às vezes na Primavera mas há medicamentos para isso e eu deles me socorro e a situação melhora efectivamente!
um abraço

Dulce B. disse...

muitos parabens por mais um belo grupo de fotografias que como sempre estão muitissimo bem documentadas, bjitos!